Slideshow

Tradutor - Translater - Traductor - Traducteur - Traduttore - Översättare - 翻译 - Переводчик

Se quer receber actualizações do meu blog

Coloque aqui o seu email:


Powered by FeedBlitz

5 de setembro de 2009

No Cais

No cais …


Sinto o vento beijar-me a face

Traquina


Acelero.

Levanto a roda da frente

E dou início à corrida

Solitária


Eu

E a minha enferrujada bicicleta.


Pedalo a toda a velocidade

Sob o laranja – lilás do céu


O cheiro a óleo

Queimado

Diz-me que estou perto do estaleiro


Travo bruscamente

Cheguei.

Contemplo a marina

Está praticamente deserta


Os barcos descansam na areia

O mar embala-os docemente

Ao longe


Corro velozmente até ao cais

Aceno


Alegremente

Já se avista, a chegar, o barco do meu avô!


21 de Agosto de 2009

Por: Carla Alves

Blog: Poetizando a essência de mim

"Todos os direitos de autor reservados"


Photobucket


Estávamos no início de Setembro. A escola ainda não começara e todas as manhãs, bem cedo, partia à descoberta de novos mundos, sob o olhar livremente atento do meu avô.

Chegamos ao cais. Subimos as gigantescas rochas e caminhamos até ao farol. O vento tenta, em vão, derrubar este experientes marinheiros que, embora enregelados, não se deixam vencer por qualquer vã tempestade.

A areia beija-me a face rosada. É uma longa caminhada!

As ondas salpicam-me, docemente, os cabelos. Estendo as mãos e tento agarrar, inocentemente, os vestígios ínfimos da brisa …

Descemos um patamar. Vamos agora em direcção aos barcos que, ancorados, esperam ansiosamente pela noite para partirem. O cheiro a óleo mistura-se com a gordura das cordas que, entrelaçadas, servem de repouso, seguro, às bonitas traineiras dos pescadores.

Fito o azul-turquesa da água. Pequenos fios de óleo misturam-se nesta convidativa paleta de cores e tons de ferrugem fundem-se geometricamente, à tona da água, formando pequenos quadros imaginários, embelezados pela luminosidade dos, ainda, dormentes raios de sol.

Deixamos o cais. Estamos agora na marina. Em terra firme pois a maré aqui está vaza. Sentamo-nos no muro de pedra e contemplamos o lilás – azul do céu. Alguns barcos descansam sob a areia dourada. O sol sorri-nos e lá longe – o mar. Praticamente não o vejo, mas apesar da pequenez do meu mundo de criança sinto-o. Fecho os olhos. Deixo o cheiro a óleo conduzir-me nas asas do vento e já lá estou. Lá longe, no mar alto. Conduzo a traineira ao colo do meu avô!

21 de Agosto de 2009


Por: Carla Alves

Blog: Velas ao Vento

"Todos os direitos de autor reservados"


Parabéns Carla pelo teu aniversário no dia de hoje 05 de Setemdro de 2009

Muitas felicidades e um excelente ano que agora começa para ti e que tenhas tudo de bom, mereces.

Junto coloquei o poema e texto que enviaste como gostei de ambos aqui ficam os dois :-) espero que gostes e não te importes.

Obrigado pela tua amizade.

Beijos,

Nuno



22 comentários:

Carla Alves disse...

Olá Nuno,

É com enorme prazer que escrevo para as tuas belíssimas fotos! Adorei a surpresa que me fizeste presenteando-me com o nosso trabalho!

O meu muito obrigadaaaaaaaaaaaaa,
Beijinho – Carla

Marta disse...

Qualquer um dos textos é brilhante...
A foto é perfeita...
Parabéns aos dois, em especial Carla.
Beijos e abraços
Marta

Elcio Tuiribepi disse...

OLá Nuno, pois é , passei no blog da Carla e mais uma bela surpresa deste dueto foto e poema que vocês tão bem nos presenteiam...um abraço na alma e o que mais dizer senão que a postagem ficou perfeita...valeuuuu

Jrosa disse...

Trabalho magnífico! Parabéns!

Teresa Durães disse...

ah! linda foto e cores!

Mª Angeles y Jose disse...

Un gran trabajo y una sorpresa estupenda.

Saludos.

Branca disse...

Textos e imagem lindos!!!

Olhando a foto sente-se nitidamente o que sua amiga descreve... Sob o laranja – lilás do céu! Perfeito!

Bjo carinhoso Nuno e que a semana lhe traga muitas alegrias!

Fábio Paulos disse...

muito fixe

xistosa - (josé torres) disse...

Há foros que gostamos e outras que recordamos.

Esta é uma recordação.
Felizmente não 'há lodo no cais', há um texto de reminiscências ...
E somos embalados pela escrita e pela foto.
Uma "parelha" de três elementos, o poema, a foto e o texto.
Obrigado a ambos por este momento.

mensageirosdedeus disse...

Quero aqui parabenizá-lo pelo blog e lhe convidar para nos fazer uma visita!!!! http://designerfotografico.blogspot.com

Aguardo vc lá!!

Vitamina Dupla disse...

Boa noite Nuno,
por aqui passo regularmente mas hoje deixo o meu coment....
Foto fabulosa, faz me lembrar uma localidade perto de Comporta....
O texto é de uma "Poeta" e amiga comum que eu muito estimo e juntos mais uma vez ficou fantástico.
Parabens aos dois por este momento que me ofertaram a mim e a todos que por aqui passarem....
Abraço

Rita Palma disse...

Que trabalho magnifico, Parabéns!

Lmatta disse...

belas foto
beijos

Carla disse...

E com esta imagem fiquei sem fôlego...e as palav ras s~ºao perfeitas
beijos

Unseen Rajasthan disse...

Beautiful shots and lovely post !!Thanks for sharing..Unseen Rajasthan

Anónimo disse...

Que cores lindas tem esta imagem, belo momento, bjs

Eu

Viviana disse...

Olá Nuno, meu bom amigo

Que saudades!

Belíssima a foto!

Quanto eu gostei...

Tambem o texto é muito belo e muito interessante.

E a forma como termina é surpreendente:

"Já se avista, a chegar, o barco do meu avô!"

Tão lindo!

Parabéns aos dois.

Um beijo

viviana

isabel mendes ferreira disse...

tudo mas tudo e tudo


FANTÁSTICO!!!!!!




parabéns muitos.

Tianne disse...

deus, que lugar lindo. tudo...

pietrzyk disse...

Beautiful picture of climate.Greetings Andrzej.

Xie Guang disse...

Um belo registo e texto

Sérgio Pontes disse...

A fotografia está extraordinária =)

Gostei tb do texto que a acompanha

Acerca de mim

A minha foto
Nasceu na maternidade Bensaúde na freguesia da Nossa Sr.ª de Fátima em Lisboa, no dia 9 de Abril de 1966. Vive presentemente em Mem Martins, concelho de Sintra, distrito de Lisboa. Fotógrafo por paixão, desde bem pequeno sempre admirou os trabalhos de outros fotógrafos mas só de há dois anos a esta parte se dedicou a esta bela arte. Amador e autodidacta, tem tentando aprender os segredos da fotografia; fez recentemente um curso de iniciação à fotografia e pretende fazer mais alguns. Tem ainda aprendido com outros fotógrafos, observando e lendo muito sobre o assunto. Sendo hoje um hobby, gostaria de um dia poder ir mais longe, quem sabe ligado profissionalmente a esta área, hoje é administrador de um site de fotografias nacional: www.fotogenico.net, venha inscrever-se é gratuito. Realizou algumas exposições de fotografia (“Sorrisos” e “Mar”), doando o seu trabalho em prol de um projecto de ajuda aos Mininos di Rua em Cabo Verde. Tem algumas galerias na Internet e um blog onde vai dando a conhecer o seu trabalho. Fotografias de maior interesse: Paisagens, macros, mundo animal, retratos, pôr e nascer de sol, arte digital, desporto e acção, fotografia ligada à nossa história.

Visitas neste Blogue

Seguidores

Bau - Cabo Verde


Discover Bau!